News

A Argentina lidera o ranking com mais de 100%. O México está na quarta posição com 62,5%. Na Espanha, a expansão atingiu 39,3%.

A Argentina é o país em que o comércio varejista mais cresceu por meio de plataformas digitais durante 2020. Isso é revelado por um relatório recente da consultoria emarketer.

O México ocupa um interessante quarto lugar, o Brasil em sétimo e a Espanha em décimo.

O crescimento médio no ano passado foi de 25,7%.

As operações na Argentina aumentaram 100,6%. No México o aumento foi de 65,2%, no Brasil foi de 50,1% e na Espanha foi de 39,3%.

Entre as economias desenvolvidas, destaca-se o Canadá, em segundo lugar com 75%, Cingapura com 73,6%, Austrália com 53% e Reino Unido com 46,5%. Nesta categoria também podemos incluir a Espanha.

Sem surpresas

Os dados são notáveis, mas não surpreendentes. Em outubro do ano passado, o Mercado Pago havia informado que o número de transações realizadas durante o segundo trimestre havia dobrado, atingindo um valor total de US $ 61,6 bilhões.

O mais notório foi a adoção da plataforma como sistema de pagamento além do Mercado Libre, site de comércio que levou à sua criação.

Nesse mesmo mês, o governo nacional argentino, que mantinha uma relação tensa com o Mercado Libre, lançou o Correo Compras, plataforma de comércio eletrônico vinculada ao Correo Argentino.

Contexto

A pandemia tem sido o principal impulsionador do comércio eletrônico, mas a explosão em alguns países é notória. Em parte, isso pode ser devido a uma combinação de fatores: a presença de uma infraestrutura pronta para escala, como a oferecida pelo Mercado Libre e Mercado Pago, um mercado de varejo ainda em desenvolvimento, mas pronto para iniciar uma nova e boa etapa ( em termos comparativos) infra-estrutura de Internet.

Fonte: RedUSERS